Ah saudades da velha Juventude Unida Sagrada Família - JUSF. Tínhamos um teatro que fazíamos todos os anos na época da páscoa sobre a paixão de Cristo, na qual utilizávamos uma gravação em CD e tão somente dublávamos as falas. Havia no teatro certa cena em que Jesus era acusado perante Pilatos, e quando este perguntava aos acusadores o que ele fazia de tão perigoso, diziam: "Conspirando senhor, conspirando". E aí meus caros, os Zecas encontraram uma expressão que virou história naquele bairro.

Marcada a frase de efeito, a "conspiração" tornara-se o lema dos Zecas. Era algo subversivo, com ares de pureza, mas extremamente perigoso, tal como o lobo em veste de cordeiro. Aquele que conspirava buscava aproximar-se da ovelha com leves toques, carinho, atenção, todavia sabia andar com os passos do lobo. Era a aplicação da estratégia Zeca em saber aproximar-se da pessoa que almejava seduzir sem levantar suspeitas, uma legítima conspiração.
 


Comments




Leave a Reply